quinta-feira, 30 de junho de 2011

MANOEL MAURICIO DOS SANTOS ( Mané Picadeiro)

       O Senhor Manoel Mauricio dos Santos, mais conhecido como Mané Picadeiro, trabalhava em Minas Gerais abrindo uma fazenda da Familia  Geremias Lunardelli, depois foi trazido em 1949 para demarcar uma fazenda na região de Ivaiporã e de la foi contratado pelo Doutor  Ludovico Gimenes Sujos , para vir abrir Barbosa Ferraz, no ano de 1950 e ele foi um dos primeiros moradores deste Municipio, ele era casado com a senhora Diomar Rosa dos Santos, vieram de Minas Gerais trazendo com eles dois filhos e aqui nasceram  mais tres filhos. Ele demarcou todas as ruas da cidade e tambem as propriedades rurais deste Municipio, junto com ele vieram para abrir e demarcar as terras e ruas da cidade as seguintes pessoas: Dr.Ludovico Gimenes Sujos, Aksel Sujos, Gilberto Sujos, Alexandre Sujos, Emile Gonzales, Jose Trigo, Abilio Rodrigues, Manoel Branco, Graciliano Guedes de Lima.  Ele assim que aqui chegou foi morar numa casa na beira da Ponte do Lontra, na saida para Ourilandia e depois no sitio onde pertence a familia do senhor Major, na estrada do São Joaquim, e depois de abrir Barbosa Ferraz, ele foi abrir a Tereza Breda, depois da abrir a Tereza Breda, ele foi abrir o Corumbatai do Sul, onde montou o primeiro hotel daquela cidade, que era distrito de Barbosa Ferraz, depois ele veio a falecer de alcolismo e a sua esposa vendeu tudo e foi morar com os filhos em Limeira-SP. onde veio a falecer. O Senhor Manoel Maurico dos Santos, era um homem trabalhador, que gostava de beber um pouco, mas era um homem muito sabio,pois quando alguem proprietario de sitios ou fazenda vinham atras dele na cidade para saber onde ficava as divisas de suas terras ele mandava os proprietarios procurar uma marco em tal lugar, e era tudo verdade pois ficava onde ele dizia mesmo. Na terceira administração de Arnaldo Coneglian, o vereador Joaquim da Silva ( Quinzinho), apresentou um projeto mudando o nome da Rua  que começa nos fundos do Colegio Machado de Assis e termina na Vila Operaria para Rua Manoel Mauricio dos Santos, o projeto foi aprovado e a lei sancionada, ams a referida rua permaneceu com o mesmo nome ate hoje, acho que isso precisa ser revisto.
Ele te os seguintes filhos: Edita Rosa dos Santos, Milton Mauricio dos Santos, Maria Rosa dos Santos, Leo Mauricio dos Santos e Cleusa Rosa dos Santos, somente o seu filho Milton, ainda reside aqui. Acrescentado que em 2014 o filho dele senhor Miltom Mauricio dos Santos, foi assassinado covardemente na cidade de Barbosa Ferraz.

PEDRO GARCIA DE SOUZA

           O senhor Pedro Garcia de Souza e sua esposa senhora Mafalda Pessoni de Souza, vieram da cidade de São José da Capitinga, Estado de Minas Gerais, no ano de 1954, de mudança para  o MUnicipio de Barbosa Ferraz, e foram morar nno bairro do São Joaquim, onde permaneceram por 19 anos, inicialmente começaram com a lavoua de café , depois passaram a criar gado e porcos e tambem eles faziam queijos e requeijão para venderem na cidade. Durante o plantio de caé as dificuldades eram tantas que tinham que os moradores realizarem mutirões para a derrubada da mata e o plantio das mudas de café. Aa difuldade eram tantas que muitas vezes nem pontes tinham nas estradas pois qualquer enchente as aguas levavam as pontes. Um fato curioso que aconteceu na epoca da colonização, justamente num sitio vizinho. Havia um meeiro de plantio de café do sitio vizinho que morava sozinho e não tinha familia e nunca disse ter alguem na vida, mas um dia o encontraram morto na roça de café e tiveram que carrega-lo no Bangue ate a cidade para comprar madeiras e fazer o sepultamento do mesmo no cemiterio de Barbosa Ferraz que óra de iniciava e assim fizeram e tiveram que atravessar diversas pontes por dentro da agua transportanto o corpo. Depois de um certo tempo da morte do referido senhor apareceu uma pessoa com um monte de dinheiro para pagar uma divida com o falecido e dai tievram que informa-lhe que o mesmo tinha morrido e o pagador foi embora. Passado mais algum tempo apareceu uma mulher procurando pelo falecido dizendo ser irmã dele e a mesma recebeu amesma noticia que o seu irmão tinha falecido, e ela foi embora. O senhor Pedro Garcia de Souza, e a sua esposa eram pessoas de bem, pois alem de religiosos ajudavam a todos. Tambem eram muito religiosos frequentavam sempre a igreja catolica. Eles ajudaram a comprar um daqueles quadros dos passos de cristo, existentes na Igreja Nossa Senhora das Graças, ajudou tambem a criar a Paroquia Santa Rita de Cassia de Barbosa Ferraz, Ajudou a criar a Gruta da Igreja Santa Rita de Cassia, vendeu  rifas para a devida construção, ajudou tambem a construir a Capela do Bairro do São Joaquim. Foi o principal criador da Romaria da Igreja Santa Rita de Cassia, para Lunardelli. Depois de 19 anos morando no bairro do São Joaquim resolveram mudar para a cidade e compraram o Posto de Combustivel Santa Rita, hoje Posto Mille. Depois vendeu o posto e passou a trabalhar no transporte de leite da zona Rural ao Laticinio. A familia dele muito contribuiu para o desenvolvimento deste Municipio e sempre com muita trabalho, fé, e honestidade. O senhor Pedro, faleceu no ano de 2006 e deixou os seguintes  filhos: Bernardino Luiz Garcia, Aroldo de Souza Penha, João Batista de Souza e Atilio Aparecido de Souza. Todos os filhos do casal são gente de bem, tambem os netos do casal muito contribuem para o progresso deste Municipio.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

JOAQUIM GONÇALVES DA COSTA

                  O senhor Joaquim Gonçalves da Costa e sua esposa senhora Maria Rosa de Jesus, vieram  para Barbosa Ferraz, no ano de 1957, oriundos do Municipio de Arceburgo, Estado de Mians Gerais  e compraram terras em dois lugares , no distrito de Pocinho compraram 23 alqueires e no bairro do Poço Azul, compraram 12 alqueires, no inicio começaram a plantar lavouyars brancas e depois passaram para o hortelã, a maior fonte de riquezas do Municipio. Juntoa isso  eles montaram dois alambiques para hortelã sendo um no distrito de Pocinho e outro no bairro de Poço Azul, tanto para uso de suas propriedades como tambem para atender vizinhos e amigos. Quando o senhor Joaquim, veio a Barbosa Ferraz com a sua familia, ele veio morar inicialmente na cidade, na Rua Santa Catarina, bem na esquina defronte ao antigo armazem do Francisco Lopes, onde hoje tem outra casa construida. Naquela epoca a casa deles era uma das melhores da cidade. O mesmo teve os seguintes filhos:  João Gonçalves da Costa, Irozina Rosa Melo, Otavio Gonçalves da Costa, Rosalina Gonçalves da Costa,José Gonçalves da Costa, Lauro Mario da Costa, Marcia Helena da Costa e Lourenço Rodrigues da Costa. Os filhos e netos muito estão contribuindo para o progresso de nossa cidade.

GUIDO PRIMO PETERNELLI

       O senhor Guido Primo Peternelli ( origem italiana) e sua esposa Maria Domingues de freitas Peternelli, vieram a Barbosa Ferraz, no ano de 1951 para comprar as terras, mas so vieram de mudanças para Barbosa Ferraz no ano de 1953, eles eram de Arapongas, Estado do Paraná, aqui chegaram com o intuito de formar lavoura de café, mas tempos depois mudaram de ramo e foram plantar hortelã e ganharam muito dinheiro com este tipo de lavoura e tambem montaram um alambique em sua propriedade no bairro do Alvorada, para uso da familia e tambem de quem precisasse. A familia do senhor Guido tambem naquela epoca ja havia plantados parreiras de uvas para a fabricação de vinhos para uso da familia e tambem para pequenas vendas na cidade. Ja em 1968, ele resolveu mudar para o ramo de comercio de secos e molhados, bem no centro da cidade na rua Marechal Deodoro, ao lado  do hoje Supermercado Pavan, comnprou tambem as vendas dos bairros São Joaquim e do Alvorada, onde entregou aos cudiados dos filhos que anos depois abandonaram as atividades de comercio. Sendo que depois os filhos se casaram e cada um seguiu o seu caminho. O senhor Guido veio a falecer em 1981. Os seus filhos e netos tambem estão colaborando muito para o desenvolvimento deste Municipio. 

segunda-feira, 27 de junho de 2011

GRACILIANO GUEDES DE LIMA ( Neno borracheiro)

             O senhor Graciliano Guedes de Lima, saiu de Feira de Santana, na Bahia para aventurar aqui no Parana, e foi informado do progresso de uma Vila chamada Barbosa Ferraz que pertencia a Campo Mourão e aqui chegando em 1952, ainda era solteiro e foi trabalhar de picadeiro com o Doutor Ludovico Gimenes Sujos, nas demarcações de propriedade rurais e tambem de ruas da cidade. Depois casou-se com a senhora Marcelina Simplicia de Lima. Trabalhou muitos anos de picadeiro e depois foi cuidar de uma pensão que havia na Rua Santa Catarina, proximo a hoje rodoviaria, onde se localizava em frente é hoje o restaurante Paraiso, porem, o seu amigo de nome Samuel Maris ( Muca), foi a São Paulo vender junto com um seu amigo duas onças pintadas capturadas no bairro do Baixadão, porem, o seu amigo foi a São Paulo e nunca mais voltou e ele herdou a dita pensão, mas um certo dia apareceu um senhor na pensão dizendos er o dono dos colchões existentes na pensão e os queria retirar na marra, dai o senhor Graciliano começou a gritar por socorro e os vizinhos vieram cada um com um pedaço de pau na mão e colocaram o dito senhor para correr da cidade, depois o senhor Graciliano ( neno) vendeu a dita pensão ao senhor João Souto que depois a vendeu ao senhor Lourival de Lima Amorim. Algum tempo depois o senhor Graciliano começou com uma oficina de bicicleta e depois borracharia, tudo na Rua Santa Catarina, esquina com a AV.Castro Alves, depois mudou-se para a AV.Parana, ao lado do Parque Verde Vida, onde o seu filho toca os negocios ate hoje. O Senhor Graciliano era evangelico da Igreja Cristão do Brasil,onde era tambem musico muito respeitado. Veio a falecer em 2011.
O senhor Graciliano Guedes de Lima, teve os seguintes filhos: Maria Clara  Guedes de Lima, Aleixo Guedes de Lima  Eulalia Guedes de Lima,Elizabete Guedes de Lima,Edizia  Guedes de Lima, Nilza Guedes de Lima, Eunice Guedes de Lima, Marcio Guedes de Lima.
O senhor Graciliano ( Neno Borracheiro) foi uma pessoa do bem que ajudou muita gente aqui na cidade e tambem conquistou mutos amigos e soube educar bem os seus filhos que são pessoas de bem junto anossa sociedade.

domingo, 26 de junho de 2011

PRIMEIRO PADRE DE BARBOSA FERRAZ

             O primeiro  padre a celebrar missa aqui em Barbosa Ferraz foi o padre JOÃO USMAN, da cidade de Foz do Iguaçu, ele vinha uma vez ao mes celebrar missas aqui ainda quando esta cidade era apenas Uma vila de Campo Mourão e nem  distrito era ainda foi o mesmo que comandou a primeira missa da primeira Igreja Matriz Nossa Senhora das Graças de Barbosa Ferraz, depois dele aqui vieram outros padres celebrar missas, mas  nenhum deles fixaram residencias aqui, mas o Primeiro padre a fixar residencia aqui foi o padre Bruno e o segundo padre a fixar residencia aqui foi o padre Basilio e finalmente o padre Aleixo, que depois passou a Monsenhor.

FAMILIA DE VICTOR MIQUELANTE

          O Senhor Victor Miquelante e sua esposa Assunta Mazam, oriundos do Municipio de Patos de Minas, Estado de Minas Gerais, vieram para Barbosa Ferraz no ano de 1952 e compraram terras no bairro do São Joaquim, para o plantio de Café, ams as geadas acabram com o sonho desta lavoura, dai então passaram anos depois ao plantio de hortelã. Um fato curioso e que naquela epoca ainda não havia estradas para o interior do Municipio, mas  em alguns casos se conseguia chegar a determinados pontos ainda mesmo que precario com algum tipo de condução e neste caso para quem ainda não conhece a região do bairro do São Joaquim, antigamente no inicio da decada de 50, a estrada que hoje vai ao Ourilandia, terminava no sitio do senhor José Caetano, e o resto tinah que ser feito em lombos de animais ou nas costas, e no acso do senhor Victo Miquelante quando ele chegou com a mudança a Barbosa Ferraz, o caminhão so conseguiu chegar ate o sitio do senhor José Caetano, que fica no morro, acima da propriedade hoje do senhor Joãozinho do Major, o restante do trajeto a mudança teve que ser conduzida nas costas, e ainda tinham que atravessar o Rio São Joaquim, através de uma Pinguela, e assim foi desbravado esta região pioneira de Barbosa Ferraz. O senhor Victor Miquelante, sempre foi uma pessoa atuante junto a sociedade barbosense, inicialmente para a criação do Municipio, ele era membro do Partido da UDN, que era dirigida a nivel de Mians Gerais de onde ele veio por Magalhães Pinto, ferrenho adversario de Juscelino Kubtscheke de Oliveira e aqui em Barbosa Ferraz, ele foi uma pessoa influente nos destino do distrito e depois municipio. O Senhor Victor Miquelante, foi Juiz de paz aqui em Barbosa Ferraz por 17 anos e realizada naquela epoca todos os trabalhos ate mesmo funções de promotor de justiça, mas sempre realizou um trabalho que agradou a toda a população. Ele veio a falecer em 1978 aqui mesmo na cidade.
           O senhor Victor Miquelante tinah os seguintes filhos:  Maria Aparecida Miquelante, Jaime Miquelante,Iralva Miquelante, Iraci Miquelante,Irani Miquelante e Carlos Roberto Miquelante.
           O seu filho Jaime Miquelante seguiu a carreira politica, elegendo vereador por diversas vezes e tambem presidente da camara , vice-prefeito e tambem prefeito e sempre trabalhou com muita honestidade.
           Os filhos do senhor Victor Miquelante e tambem os netos, muito contribuiram tambem para o progresso deste Municipio.

sábado, 25 de junho de 2011

FAMILIA DE LUIZ ANGELI

        O senhor Luiz Angeli e sua esposa senhora Dirce Franciscani Angeli, vieram a Barbosa Ferraz, para comprar terras, no ano de 1959 e olharam as terras no distrito de Bourbonia, mas não gostaram das terras pois existiam muitas samambaias e coqueiros, e eles achava que as terras não eram boas para o plantio de hortelã, dai acabaram comprando as terras no bairro do Alvorada, e nesta ocasião veio com ele o seu irmão Osvaldo Angeli e o seu cunhado Americo Franciscani, e todos compraram terras no bairro Alvorada. Porem, eles so vieram de mudança para este Municipio em 1961 e ja com mudas de hortelã , alias eles vieram de Marialva-Pr, embora sejam naturais de Presidente Prudente-SP. O senhor Luiz Angeli, Construiu sua residencia no bairro do Alvorada, onde tambem montou  uma venda de secos e molhados e em anexo a esta venda uma quadra de Bocha, sendo esta a primeira quadra de Bocha do Municipio e tambem ao lado desta quadra de bocha foi tambem construido um Campo de Futebol do Alvorada e tambem nas proximidades foi construido a Escola Isolada do Alvorada, que atendiam alunos de 1ª a 4ª series e os professores iam daqui da cidade lecionar naquela escola. Mesmo tendo a Venda de Secos e Molhados o senhor Luiz Angeli plantou sua lavoura de hortelã e posteriormente tambem um alambique industrial para lambicar o seu hortelã e tambem dos vizinhos e amigos. Tambem quando chegou ali no Bairro do alvorada o senhor Luiz Angeli exercia tambema profissão de carpinteiro e construiu muitas casas naquele bairro. Anos depois vendeu a venda para o Luiz Peternelli, e veio trabalhar de motorista de caminhão na prefeitura, porteriormente  montou um açougue junto com o seu genro, na Rua Santa Catarina, no antigo Açougue do Primo. O senhor Luiz Angeli veio a falecer em 1994, ele deixou os seguintes filhos: Zilda Angeli, Zelir Angeli, Mercedes Angeli, Guerino Angeli, Luiz Carlos Angeli, Maria de Lurdes Angeli. Todos os filhos do senhor Luiz Angeli se tornaram pessoas de bem, algumas filhas formaram professoras, o Luiz Carlos Angeli, que era contador e empresario e teve tambem uma brilhante carreira politica, sendo eleito por diversas vezes vereador e presidente da camara, enquanto o outro seu irmão Guerino Angeli, seguiu a carreira militar chegando ao posto de sargento, sendo um militar  exemplar no comprimento de suas funções, sendo que os netos do senhor Luiz Angeli tambem tiveram um papel muito importante na nossa sociedade.
Este familia contribuiu muito para o progresso deste municipio.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

FAMILIA DE NARDE

       O Senhor André De Narde e sua esposa senhora Celeste Verzinhace, vieram a Barbosa Ferraz, ainda no ano de 1952, e compraram terras aqui na então Vila Barbosa Ferraz, no bairro do Guanabara, entre o bairro São Judas e estrada do Pocinho, mas  inicialmente vieram residir na sede da cidade na Avenida Presidente Kennedy, um pouco acima da rodoviria, onde reside hoje o senhor Antonio Pavan, tempos depois mudaram ao sitio adquirido no bairro do Guanabara, e foram plantar café e depois mudaram para a lavoura de hortelã, montaram tambem um alambique de hortelã e atendiam a todos os vizinhos que precisavam colher  o seu produto.
         O Senhor André De Narde, no ano de 1962 ficou gravemente enfermo com bronquite asmatico, teve que ser levado a Apucarana-Pr, onde havia maiores recursos aqui na região. O Mesmo ficou internado no hospital e tendo os cuidados de seu filho Sergio de Narde. Como o senhor André De Narde, não melhorava e tinha o seu quadra agravado pelo bronquite, dai então o medico chamou o seu filho Sergio De Narde e pediu a ele que chamasse o seu irmão  Antonio De Narde, em Barbosa Ferraz, então o Sergio mandou recado ao seu irmão que de imediato se dirigiu ate a Apucarana, e chegando no hospital recebeu os conselhos do medico para transferir o seu pai para São Paulo, onde havia mais recursos, então o Antonio De Narde, fretou um avião e levou o seu pai para São Paulo. Inclusive o senhor André De Narde tinha uma filha que morava naquele estado e ele ficou na casa da filha. O referido senhor adorava macarronada e pediu a sua filha  que fizesse uma macarronada para ele na janta e disse as seguintes palavras a sua Filha:" VOU COMER UMA MACARRONADA, DEPOIS IREI AO BANHEIRO VOU ME DEITAR E MORRER", Realmente foi tudo que aconteceu do jeito que ele previa. Outro fato que so Deus explica e o seguinte: O seu Filho Sergio De Narde, tinha iniciado o comercio de madeiras prontas em Barbosa Ferraz, e o mesmo acertou em vender madeiras para a construção da residencia do senhor Antonio José dos Anjos que ia se casar e precisava construir a sua casa, então o Sergio de Narde, pegou o seu caminhão e foi buscar as referidas madeiras em Campo Mourão, passando pelas pessimas estradas que liga Barbosa Ferraz a Campo Mourão, passando por Corumbatai do Sul, e naquela epoca as estradas eram novas e ele teve dificuldade para passar nas pontes perigosas durante a ida, depois de carregar o caminhão, ele foi aconselhado a não retornar por Corumbatai do Sul, que ainda estava inciando o distrito, mas para ele mudar de estrada teria que ir a Maringa, Jandaia do Sul, retornando por Bom Sucesso, São Pedro do Ivai e Fenix, mas como não havia outro jeito ele teve que vir por Jandaia do Sul, com a carga de madeira, mas o mesmo quando chegou a Jandaia do Sul, ja era meia noite. Então ele parou e foi a um bar descansar um pouco e fazer um lanche, eis que neste bar ele encontrou o seu irmão Antonio De Narde e a sua mãe indo para São Paulo, que o pai deles tinha morrido, então ele deixou o caminhão em Jandaia do Sul e fretou um taxi com a sua familia ate Londrina e depois fretaram outro de Londrina a São Paulo, mas teve tanto atraso que quando chegaram em São Paulo, o seu pai tinha acabado de ser sepultado, pois demoraram mais de 48 horas de Barbosa Ferraz a São Paulo. O senhor Andre De Narde, deixou os seguintes filhos: Antonio De Narde, Sergio De Narde, Dirce De Narde, Clemes De Narde, estes filhos vieram com ele a Barbosa Ferraz no ano de 1952. O filho Antonio De Narde, era quem ficou trabalhando na lavoura no sitio no bairro do Guanabara, era tambem um homem que gostava muito de Futebol e fundou a equipe de futebol do Guanabara, que era um time forte e muito respeitado aqui no MUnicipio e todos gostava de jogar no time dele ali na região, depois ele se candidatou a vereador e foi eleito e muito bem votado e era uma pessoa muito querida por todos. Ja o seu outro filho Sergio De Narde, não era muito chegado aos trabalhos agricolas e logo que chegou aqui em Barbosa Ferraz foi trabalhar na loja do senhor Honorato de Godoy e depois começou o negocio de madeiras, e tambem foi eleito vereador com uma boa votação e tambem chegou presidencia da camara, sendo um politico muito trabalhador e respeitado pela população devido ao seu trabalho voltado ao povo, o Sergio tambem foi um dos principais jogadores de futebol do America Futebol Clube, na posição de medio Volante e marcou epoca tambem nos principais times que esta cidade ja teve.
              A familia De Narde, ajudaram muito na criação deste Municipio, o senhor Andre De Narde, soube criar os seus filhos que muito fizeram por Barbosa Ferraz, e agora os netos tem trazido muito orgulho para o nosso povo

OSVALDO JOSE DE ALMEIDA ( Osvaldinho)

           O senhor Osvaldo José de Almeida ( Osvaldinho) veio do Distrito de Lagoa Bonita, Municipio de Cordisburgo, Estado de Minas Gerais, no ano de 1951, o mesmo deixou em MInas Gerais a sua esposa Maria de Almeida , mas  ele nunca mais voltou para buscar a sua esposa. O mesmo veio junto com Osmar Ferreira Costa, com quem trabalhou de peão por algum tempo, mas sofreu uma queda e veio a ter problemas na coluna e foi encaminhado para tratamento no Hospital das clinicas de São Paulo, onde ficou hospitalizado por mais de um ano, depois retornou a Barbosa Ferraz e ja com condições de trabalhar veio plantar hortelã de meeeiro com o senhor Osmar Ferreira Costa e com Luduivico G.Sujos, tempos depois foi trabalhar de picadeiro com o agrimensor que abriu Barbosa Ferraz, e depois com a ida deste agrimensor para Londrina-Pr, ele foi contratado pelo Prefeito Arnaldo Coneglian, então prefeito para trabalhar na Prefeitura demarcando estradas e abrindo novas estradas no Municipio, ja que tinha muita experiencia adquiridas com o agrimensor que abriu Barbosa Ferraz, sendo que anos depois o mesmo veio a se aposentar na prefeitura e tempos depois foi embora para São Paulo, trabalhar de caseiro numa mansão de gente poderosa em São Paulo. Durante o tempo que ficou aqui o mesmo ainda no inicio da decada de 60 casou-se com a adolescente Edite Rosa dos Santos, filha de Manoel Mauricio dos Santos e Diomar Rosa dos Santos, sendo que o seu sogro foi o primeiro picadeiro a trabalhar nas demarcações de terras, estradas e tambem das ruas da cidade.

JOÃO PIRES DE MIRANDA(BARRADO)

   João Pires de Miranda, era solteiro e uma pessoa solitaria, veio do distrito de Lagoa Bonita, Municipio de Cordisburgo, Estado de Minas Gerais, ele não tinha familia e foi criado pela Familia Moura de Mians Gerais, ele veio a Barbosa Ferraz, em 1952, veio acompanhando a sua comadre Maria José de Moura Ferreira, a trazer a mesma e seus filhos ate a Vila de Barbosa Ferraz, mas ao sair de Minas Gerais jurou a mãe de sua comadre senhora Deolinda Lopes de Moura, que cuidaria de sua filha ( Maria J.de Moura Ferreira ) ate ele morrer, so que a sua comadre faleceu primeiro do que ele em 1953, mas ele foi fiel ao seu juramento e mesmo assim ficou cuidando dos filhos de sua comadre, ate que os mesmos crescessem e tomasse rumo na vida. O mesmo trabalhava a vida toda para o senhor Osmar Ferreira Costa e algumas vezes para o senhor Gaspar Antonio da Silva, e ele nunca cobrava nada  pelo seu trabalho e os patrões lhe dava o que queriam alem da alimentação, mas ele era famoso tambem por realizar grandes pescarias com anzol no Rio São Joaquim. O mesmo veio a falecer na decada de 1980 e deixou muita saudade naqueles que o conheciam pois era uma pessoa de bom coração e que so fazia o bem a todas as pessoas a sua volta.
Obrigado Barrado por vc ter existido na vida do responsavel por este Blog.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Historias veridicas que aconteceram em Barbosa Ferraz

        Havia aqui em Barbosa Ferraz, um senhor por nome de Jango Caçador, que residia na AV.São Paulo, na Vila Mineira por volta do ano de 1955, ele fez uma armadilha para capturar onças no bairro do Baixão e o mesmo conseguiu o seu intento, capturou duas bravas onças pintadas e as colocou em exposição, no centro da Vila de Barbosa Ferraz, nun rancho de Palmito feito onde esta localizado hoje a casa do senhor Jacinto Belinato, na Rua Santa Catarina, nas imediações da rodoviaria. Depois de alguns dias de exposições o mesmo fretou um caminhão para levar as duas onças para serem vendidas em São Paulo. O referido senhor tinha uma pensão localizada onde e hoje a casa do Senhor José Ricardo, na Rua Santa Catarina, proximo a rodoviaria, mas ele resolveu então deixar a pensão sob os cuidados do senhor Graciliano Guedes de Lima ( Neno borracheiro), mas o referido senhor nunca mais voltou a cidade e o senhor Graciliano ficou de posse desta pensão, mas passado algum tempo apareceu um senhor na pensão dizendo ser o dono dos colchões da pensão, mas como o senhor Graciliano não o conhecia e nem nunca tinha escutado falar sobre isso resolveu não entragar os colchões e o senhor ficou bravo querendo levar os colchões embora da pensão, mas a população da vila eram muito unidas e foram ate a pensão e colocaram este senhor para correr da cidade. Tempos depois o predio da pensão foi vendido ao senhor João Souto, que posteriormente a vendeu ao senhor Lourival de Lima Amorim ( Loro).
          Tinha tambem um senhor de nome João Pires de Miranda,( Apelido de Barrado), que veio do distrito de Lagoa Bonita,municipio de Cordisburgo, estado de Minas Gerais, que tambem era famoso por realizar grandes pescarias no rio São Joaquim, ele adorava pescar e depois doar os peixes as pessoas que pediam a ele.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Fotos antigas de Barbosa Ferraz

Caminhão usado pela familia Rolzão para transportes de Hortelã
 Primeiro caminhão que entrou em Barbosa Ferraz, para transporte de madeiras do senhor Quincas, em 1950.

Barbosa Ferraz, no inicio da decada de 60-Rua Marechal Deodoro

Prefeito Alberto Tokarski Filho e Milton Wagner Ramos, cortando a fita de inauguração de obras do esporte.Ao Fundo Sebastião Felix da Silva e Arnaldo Coneglian e um membro da familia Morigi

Sitio do pioneiro Sebastião Gonçalves Ferreira, tião da Breda

Prefeito Alberto Tokarski Filhos e dois dos primeiros vereadores eleitos Arnaldo Coneglian e Alberto Wmbetto, e um adolescente não identificado
Primeiro cinema de Barbosa Ferraz, construido ainda na decada de 50, na Av.Parana, onde é hoje o supermercado Coimbra.

Primeira patrola comprada pela prefeitura de Barbosa Ferraz, na primeira gestão.

Uma das equipes do America Futebol Clube ainda na decada de 50, alguns jogadores ai bem conhecido da atual sociedade de Barbosa Ferraz, tais como: Odilio Balbinotti, Pedro Francisco Ferreira, Oscar Amador, Carlito Cobra, Dirigente Antonio Sabino Monteiro, Emile Gonzaga (Emilio Padeiro), Dedé, Elnio Silveira Polhamann etc.
Equipe de futebol do Guarani de São Judas, dirigido por Valdir de Brito.

Primeira Igreja Catolica de Barbosa Ferraz, inaugurada em 1954, Igreja Matriz Nossa Senhora das Graças.

Segunda residencia do primeiro prefeito de Barbosa Ferraz, Alberto Tokarski Filho, ja que a primeira foi ao lado da primeira prefeitura.

Primeira prefeitura de Barbosa Ferraz, na AV.Paraná, proximo a esquina da AV.Castro Alves e tambem da priemira residencia do Prefeito Alberto Tokarski Filho, na foto o prefeito, o seu secretario Hugo Kabroski, Salvador Lopes Filho (Dodo) e outro....

Primeira Igreja Matriz Nossa Senhora das Graças, inaugurada em 1954, foi uma pena que tenham destruido parte desta nossa Historia.

Fotos


Desbravando sitios no bairro de São Joaquim de Pedro Garcia de Souza

Abrindo estradas do Bairro São Joaquim na decada de 50

Construção da primeira igreja de Barbosa Ferraz na decada de 50

Primeiro Cruzeiro levantado em Barbosa Ferraz, na decada de 50

Desfile de 7 de setembro de Barbosa Ferraz

Primeira medalha conquistada por Barbosa Ferraz, no atletismo a nivel estadual pelo atleta Nelson Carlos Ferreira, na prova dos 100m. rasos

Um dos primeiros sitios a ser aberto no bairro de São Judas em 1952

Parte da familia de Osmar Ferreira Costa, na decada de 50, da esquerda para a direita: Nelson Carlos Ferreira, Antonio Pedro Ferreira, Ana Lucia Ferreira, Altamira Lopes dos Reis (sentada), Maria Ilce Ferreira, Ilce Maria Ferreira e a criança Onorina de Fatima Ferreira.

Familia de Antonio Pereira ( Antonio Baiano), ele e seus filhos e este outro senhor e Lazaro Monteiro, um dos primeiros carroceiros de B.Ferraz, pai do ex prefeito de Quinta do Sol, Antonio Monteiro.

Parte da familia de Osmar Ferreira Costa, no inicio da decada de 60

Carlos Alberto Bambini, segundo agente de Rendas Estadual de B.Ferraz e tambem um dos principais jogadores do America F.C. e foi o pnbta esquerda da inauguração do Estadio Municipal Milton Wagner Ramos.
 
Nelson Carlos Ferreira Junior, Atleta de Barbosa Ferraz, nas  Olimpiadas mundiais de Atlanta nos Estados Unidos, ele é o principal atleta da historia do Esporte de Barbosa Ferraz, tendo participado de duas Olimpiadas mundiais, dois  Mundiais, 4 sul americanos e , dois ibero americanos e campeão brasileiro e sul americano por diversas vezes, tendo tambem ganho muitos meeting pelo mundo afora.ja figurou por algum tempo como melhor indice do mundo no salto em distancia.


Modalidade Esportiva praticada durante o periodo de Vila e Distrito

         A primeira modalidade de Esportes praticadas em Barbosa Ferraz durante a condição de Vila e Distrito foi o Futebol, que teve inicio na decada de 1950, e a primeira equipe a ser fundada oficialmente foi o America Futebol Clube, que teve os seus estatutos aprovados no ano de 1954, e os principais dirigente fundadores foram, Arnaldo Coneglian ( que foi o seu primeiro presidente), Amaro Gomes Monteiro ( primeiro árbitro de Futebol da cidade). Leoni Flores Polhmann, Sebastião Pereira da Silva, Antonio Sabino Monteiro, Benedito Sabino Monteiro, Emile Gonzales, Miltom Wagner Ramos, Lucas Pinto de Carvalho, sebastião Felix da Silva, Salvador Lopes Filho, Honorato de Godoy,Zacarias da Silva   e outros.
       Neste periodo de vila e Distrito, tivemos um esportista de nome Honorato de Godoy, que ainda começou uma escolinha de basquete masculino onde é hoje o Colegio Estadual Machado de Asssis de Barbosa Ferraz e com a construção do Clube Social do America Futebol Clube, ele começou tambem a dar treinamentos as crianças e adolescentes na modalidade de Boxe. O primeiro campo de Futebol de Barbosa Ferraz foi onde é o Conjunto residencial Mario Pinheiro Costa, depois passsou para o centro da cidade onde na Rua Santa Catarina, com a Rio Grande do Sul e Marechal Floriano Peixoto, nas proximidades da Prefeitura de Barbosa Ferraz, e em 1965 foi inaugurado o Estadio Municipal Milton Wagner Ramos de Barbosa Ferraz, e para a inauguração deste estadio Barbosa Ferraz, trouxe para integrar a equipe grandes jogadores do Futebol profissional do Paraná, mas  estes jogadores ficaram por aqui por muito tempo, pois aqui naquela epoca pagava mais do que os clubes profissionais. Cito aquilo alguns dos grandes idolos do Futebol Paranaense e brasileiro que por aqui passaram: Boca ( ex São Paulo), Baltazar ( ex gremio de Maringa, Anapolina e Corinthians paulista e ate hoje ainda trabalha no Corinthians), Zezão ( ex jandaia) Celio ( Ex gremio de Maringa) Latito ( ex Jandaia , Cambaraense e Portuguesa do Rio de Janeiro) Zé Mundinho ( ex Jandaia e Jataiense) , Albano ( ex Jandaia, Mourãense, Guarapuava), e tantos outros.
EM ENQUETE COM OS PIONEIROS, para se saber a seleção dos principais jogadores de Futebol da historia do Municipio, alguns  ate que fizeram esta escolha ja faleceram, mas  eles deram a opinião dos melhores do seculo XX. A seleção dos melhores que inciaram a carreira aqui ou fizeram nomes aqui ficou assim composta: Emile Gonzales ( Emilio Padeiro), Gilmar Geraldo Ferreira ( Gilmarzinho), José Francisco Domingos ( Cadete), Antonio Sabino Monteiro ( tio Tonho), Benedito Sabino Monteiro ( Tio Dito), Leomar Jacob Rener ( Catarino), Pedro Francisco Ferreira ( Pedrinho), Edson Silveira Polhmann ( Edson), Nelson Carlos Ferreira ( Nelson Jabá), Ernes Garcia  ( Hermes) e Mario Cesar Bueno ( Marinho).
Receberam e foram bem votados na enquete com os pioneiros ainda os seguintes jogadores: Nenê do Zacarias, Nilton Ferreira Lima ( Niltinho), Milton Anselmo ( Milton  da prefeitura) Biligancho ( Negão), Pedreirinho ( pedreiro). Dedé do Joaquim Maria ( Dedé),  Nesta pesquisa foi escolhido o jogador Edson Silveira Polhamann como a maior revelação do Futebol do seculo XX.
Os primeiros jogadores de Futebol do Municipio do Municipio Foram Emile Gonzales ( Emilio Padeiro), Sebastião Felix da Silva, Lucas Pinto de Carvalho, Salvador Lopes Filho, Antonio Sabino Monteiro ( tio Tonho), Benedito Sabino Monteiro ( tio Dito), Leomar Jacob Rener ( Catarino), Sebastião Pereira da Silva, Arnaldo Coneglian, João Coneglian ( João Louco),  Dorinho, Nenê do Zacarias, Milton Wagner Ramos, Carlito Cobra, Sebastião Jacometti, Uca, Valdemar de França, Pedro Francisco Ferreira, Odilio Balbinottti, Elnio Silveira Polhamann, Milton Fontana, Neno Fontana, Dedé do Joaquim Maria, Lauro Amorim,Honorato de Godoy  e tantos outros que não lembro mais o nome.
Observação; A criação de novas modalidades esportivas, durante o periodo de vila , Distrito e  tambem durante o municipio ja criado, divulgarei posteriormente.

RINEU SARAGIOTO E FAMILIA

      O senhor Rineu Saragioto e sua esposa senhora Maria Gentil Carizola Saragioto, são naturais de Socorro, Estado de São Paulo, e os mesmos em 1955 vieram para a cidade de Bom Sucesso-Pr, e em 1957 vieram a Barbosa Ferraz, onde compraram terras no bairro de São Joaquim, na estrada de Ourilandia, na divisa com Osmar Ferreira e outros. Inicialmente veiram plantar feijão e milho, ams depois passaram a plantar hortelã, maior fonte de divisas do Municipio, depois passaram tambem a criar Suinos, tendo ate hoje a maior produção de suiços do Municipio, alem de outras culturas. O casal ja faleceram, ams deixaram seus filhos e netos aqui colaborando com o progresso do Municipio: Os seus filhos são: Luiz Valdomiro Saragioto, Iracema Saragioto, Beatriz Saragioto, Orlando Saragioto, Cecilia Saragioto, Antonio Saragioto, Izabel Saragioto. Esta familia são pessoas extremamente religiosas, bem conceituada na cidade, pessoas honestas e trabalhadoras. Depois de adultos cada filho seguiu a sua atividade de vida, sendo todos pessoas exemplares para a nossa sociedade.

JOÃO ALVES PIMENTA E FAMILIA

         O Senhor João Alves Pimenta e sua esposa senhora Tomasia Galdina Pimenta, vieram de São Tomás de Aquino, Estado de Minas Gerais, no ano de 1949 para a cidade de Bom Suceso-Pr e em 1951 vieram de mudança em definitivo para a cidade de Barbosa Ferraz, onde compraram uma chacara de dois alqueires, no bairro do São Joaquim, e plantaram café e depois hortelã, depois de vinte anos foram embora para Fenix e retornaram a Barbosa Ferraz em 1979 e aqui estão ate hoje alguns de seus filhos: O casal tem os seguintes Filhos: João Pimenta, Maria Pimenta, Lourdes Galdina Pimenta, José Pimenta,Osmar Pimenta,Geraldo Pimenta, Ademar Pimenta, Celia Pimenta,Lourival Pimenta. Esta familia contribuiram muito com o desbravamento do sertão barbosense, pessoas lutadores e trabalhadoras.

CRISTIANO MARTINS DE CARVALHO

      Cristiano Martins de Carvalho, mineiro de Caldas, estado de Minas Gerais, veio junto com a sua mãe senhora Iria Candida de Carvalho, no ano de 1957 e compraram um sitio no bairro de São Judas, neste Municipio  e com eles vieram os irmãos: Benedito Martins de Carvalho, Cristiano Martins de Carvalho, João Batista de Carvalho,Geraldo Martins de Carvalho, Aparecida Candida de Carvalho, Joaquim Martins de Carvalho, Rita Candida de Carvalho.  Inicialmente eram foram morar no sitio e cultivavam  as culturas de feijão, depois café, depois soja e trigo e por fim tambem plataram milho. O Nome do bairro de São Judas Tadeu foi dado pelo  senhor Cristiano Martins de Carvalho, ele juntamente com os seus amigos
José Damacena, que escolheu o nome de  São Roque, dai o senhor Joaquim Belinato, escolheu o nome de Nossa Senhora Aparecida, e por fim em comum acordo escolheram o nome sugerido pelo senhor Cristiano, dando o nome do bairro para São Judas Tadeu. O senhor Cristiano Martins de Carvalho formavam uma dupla sertaneja com o seu irmão  Benedito, e eram fãs da dupla Zé Carreiro e Carreirinho, mas a dupla de irmãos cantavam muito bem. O senhor Cristino , sempre demonstrou gosto pelo esporte ajudando sempre a equipe de Futebol de São Judas e é um Santista, fanatico.
O senhor Cristiano Martins de Carvalho foi eleito tambem vereador neste Municipio com uma boa votação.
Parabens a familia Carvalho por tudo de bom que realizaram pelo progresso de nossa cidade.

Familia de JOSÉ GONÇALVES DA COSTA

            O Senhor José Gonçalves da Costa e sua esposa senhora Julia Orestes de Jesus, vieram juntamente com os seus filhos para Barbosa Ferraz, Paraná, oriundos do Estado de Minas Gerais, no ano de 1958, inicialmente foram residir na no Distrito  de Barbosa Ferraz, na Avenida São Paulo, na Vila Mineira, depois mudaram para a Serraria Queimada, na estrada para São Judas, onde foram formar Café no Sitio do Senhor Anselmo Bergamin, onde permaneram por tres anos. Depois o mesmo comprou terras no distrito de Pocinho, entre este distrito e a Tereza Breda, na localidade denominada de bairro Santo Antonio, onde foram plantar hortelã e ganharam muito dinheiro com este tipo de lavoura. O nome deste bairro foi sugerido por este senhor que achou bonito dar o nome a este bairro de Santo Antonio. O casal veio a Barbosa Ferraz trazendo os seus filhos com eles, sendo eles: José Alves Ferreira ( Zézinho), Benedita Aparecida Pedrosa, Enriqueta Gonçalves, Sebastião Gonçalves Ferreira, Antonio Gonçalves Costa, Judite Maria Das Graças, Cilene Gonçalves da Costa e Terezinha Gonçalves da Costa. Na maneira que todos os filhos foram crescendo e cada um seguindo a sua vida propria, sendo que todos foram vencedores na vida, gente honestas e trabalhadores, vindo depois netos que tambem muito orgulho deram ao nosso MUnicipio. Teve inclusive o senhor Sebastião Gonçalves Ferreira, quarto filho do casal que se elegeu vereador deste Municipio por quatro vezes e presidente da Camara de vereadores por tres vezes. Teve ainda o irmão José Alves Ferreira, que foi embora para o Estado de Rondonia ainda na decada de 1970 e teve muito sucesso naquele estado, mas veio a falecer anos depois.
Parabens a Familia do senhor José Gonçalves da Costa, filhos e netos, por tudo de bom que fizeram ao nosso Municipio.

segunda-feira, 20 de junho de 2011




Da esquerda para a direita em pé:Gilmarzinho, Arlindão, João Fontana, Polaco, Cadete, Biligancho e Antonio Pedro.                    
Agachados: Osvaldinho, Latito, Nelson Jabá, Edson Polhman, e Odair.                       
TREINADOR: Motorzinho.
Uma das mais fortes equipes de futebol do América Futebol Clube.

sábado, 18 de junho de 2011

Historia de Mortes Violentas durante a Colonização de B.Ferraz

    O Município teve uma colonização tranquila, mas como em todo lugar aqui também teve algumas mortes poucas explicadas, tais como:
- A morte do agricultor Ulisses, esposo da professora Jozélia, na estrada do Baixadão, uma morte feita por tocaia com um tiro de espingarda. Quando criança o autor deste blog escutou pessoas adultas já falecidas que o crime não teria sido esclarecido porque testemunhas foram impedidas de irem ate o fórum de Campo Mourão para denunciar o mandante do crime,pois segundo relato o mandante era pessoa muito importante no distrito, mas não lembro o nome destas testemunhas e nem do mandante.
- Também teve a morte do delegado de Policia senhor José  Meira, morto no período da noite em sua residencia, crime praticado por um senhor chamado Heitor, que após o crime conseguiu escapar da policia de Barbosa Ferraz e também de Campo Mourão e o criminoso na época deixou recado para a policia que se quisessem pega-lo poderiam ir na Fazenda do Governador de São Paulo senhor Ademar de Barros, e ate hoje o criminoso não foi pego, mas o motivo do crime segundo o próprio criminoso dizia era que o delegado havia prendido a sua esposa quando ela estava lavando roupas devido a ela ter falado coisas da vida de terceiros, mas a referida senhora prisioneira tinha uma criança que ainda era amamentada nos peito e a criança chorava muito de fome e o delegado não deixava a mãe alimentar a criança e por isso o senhor Heitor o matou, este relato o autor deste Blog escutou do próprio criminoso que antes do crime estava comentando que ia matar o delegado e a criança (eu) avisei o meu pai que disse que o Heitor não matava nem uma galinha, mas ele matou sim.
- Outro crime, foi do delegado  senhor Henrique, morto  pelo soldado conhecido como Boneco, mas o fato do crime foi o inverso do primeiro pois o referido soldado tinha prendido uma senhora mãe de uma criança e ficou com as chaves do presidio de madeira na primeira delegacia de Barbosa Ferraz, e o delegado foi pedir as chaves ao soldado que se recusou a entregar as chaves da cadeia e os dois entraram em luta corporal e o delegado derrubou o soldado e esta batendo nele e o soldado que se encontrava por baixo  delegado puxou de um punhal e o enfiou diretamente no coração do delegado que morreu na hora, dai o policial fugiu e se escondeu debaixo da cama de uma pessoa hoje aposentada em Barbosa Ferraz e pela madrugada pegou carona num caminhão de cereais que saiu pela madrugada para levar cereais a Maringá e no trevo de Fênix o caminhão foi parado por  outro militar chamado de José Soldado que já tinha trabalhado e era muito querido aqui em Barbosa Ferraz, e o mesmo prendeu o seu colega de farda o qual ficou preso por pouco tempo e ainda recebeu uma promoção para cabo. Este crime ocorreu na esquina da Rua Marechal Deodoro esquina com a Rua Santa Catarina, bem no centro da cidade no período da noite.
- Outro crime que chamou a atenção naquela época foi a morte de um senhor chamado de Capichabinha, homem encrenqueiro e violento que vivia brigando e batendo em muita gente na cidade. O motivo do crime foi que este capicha binha resolveu fazer uma serenata em frente a delegacia para provar o soldado que também era muito valente e se dizia ser o dono da cidade. Após a serenata o referido Capichabinha foi para um bar que ficava perto da hoje rodoviária, logo após ele chegar ao bar o policial chegou atras e perguntou em voz alta: QUEM FOI QUE FEZ SERENATA EM FRENTE A DELEGACIA ? Dai o tal do Capichabinha respondeu ser ele o autor de tal façanha, dai o soldado disse ao Capichabinha: Voce  esta Preso ! Dai este tal de Capichabinha que era também lutador deu uma pesada no rosto do policial que revoltado deu quatro tiros no peito do Capichabinha que imediatamente foi socorrido pelo agrimensor Gilberto Sujos, mas o mesmo vei a óbito antes de chegar na saída da cidade.
- Outro fato não de morte mas de violência, aqui em Barbosa Ferraz tinha um tenente chamado Aparecido e um soldado que não me lembro o nome, eles gostavam de patrulhar a cidade e a zona rural montados em cavalos, porem, um certo dia apareceu aqui na cidade um soldado que estava destacado no distrito de Pocinho e ao chegar aqui o tenente lhe informou que era para ele sumir da cidade e se apresentar no destacamento de Campo Mourão, o soldado revoltado coma transferencia agrediu o tenente fisicamente e o outro soldado amigo do tenente  entrou em defesa de seu amigo e os dois apanharam do soldado do Pocinho que inverteu as condições e mandou o tenente embora da cidade juntamente com o seu amigo soldado e o delegado da época senhor Valdemar de Lima Amorim apoiou o soldado do Pocinho que a partir desta data assumiu o comando da delegacia de Policia de Barbosa Ferraz junto ao Delegado Valdemar de Lima Amorim, que era uma pessoa respeitada na cidade e veio depois a se candidatar a vereador e teve a segunda maior votação na época. Anos depois com a criação do Batalhão de Policia de Foz do Iguaçu, este tenente ja era Coronel e se tornou comandante deste Batalhão.
- Também naquela época foi encontrado um corpo não identificado entre as madeiras da serraria do Quincas acima da serraria no deposito de madeira onde hoje se localiza a residencia do senhor José Carlos da Farmácia.
- Outro caso não explicado por volta dos anos de 1953, no bairro São Judas, na beira do Rio Corumbataí o senhor Osvaldo José de Almeida, subiu rio acima de canoa para buscar algumas cabeças de porcos comprado pelo seu patrão na safra de porcos do senhor Manoel Gustavo pessoa muito brava e com fama de violento, chegando a casa do senhor Manoel Gustavo o dia estava acabando e a noite chegando e o senhor Osvaldo viu uma mina D'Água e foi beber agua e dai ele sentiu um cheiro ruim e observou entre o mato envolta da mina de uns braços estendidos na beira da mina e ele foi ver quem era e encontrou um corpo estendido ao chão, o mesmo pegou os porcos colocou na canoa e veio embora para o sitio de seu patrão sem comentar o que tinha  visto perto da mina d'Água do senhor Manoel Gustavo .
Todos estes casos ocorreram entre os anos de 1952 a 1958.

Primeira Secretaria Municipal de Barbosa Ferraz

   A primeira secretaria Municipal da Prefeitura Municipal de Barbosa Ferraz, foi criada na gestão do primeiro prefeito senhor Alberto Tokarski Filho, sendo a secretaria Geral que teve como titular o senhor HUGO KABROSKI, no ano de 1962, depois  ja na gestão do prefeito Arnaldo Coneglian, o titular desta pasta por muito anos e gestões foi o senhor Milton Anselmo, vieram outros prefeitos emuiats secretarias foram criadas por necesidade dod esenvolvimento do Municipio e outras apenas como cabide de emprego para atender correliginarios politicos.

IGREJA CATOLICA CONSTRUIDA NO BAIRRO DO GUANABARA E......

   A Igreja catolica construida no bairro do Guanabara/Possebon e estrada de Pocinho  entre os anos de 1958 e 1960 foi construida pelo senhor  ERMENEGILDO MISSAU E SUA ESPOSA senhora Ana Missau , com a ajuda das familias Possebon, Venancio de Almeida , familia de Antonio De Narde e tantos outros.

PRIMEIRA CERTIDÃO DE NASCIMENTO

       Segundo relato do ex cartorio ja falecido, que tinha dito isso a este dono do blog que se lembrava do primeiro registro de nascimento feito por ele,  na cidade de Barbosa Ferraz , mas  que não tinha como provar porque os livros tinha queimados num incendio do cartorio, mas a primeira pessoa a ser registrada foi de LÉO MAURICIO DOS SANTOS, filho de Manoel Mauricio dos Santos e de Diomar Rosa dos Santos

FAMILIA DE ANTONIO PINTO BARBOSA

     O senhor Antonio Pinto Barbosa e sua esposa senhora Ana Borges Barbosa, chegaram aqui em Barbosa Ferraz, acompanhados de seus filhos no dia 25 de julho de 1952. Os filhos do casal são os seguintes: José Pinto Neto, Maria Izabel Barbosa, Maria Dulce Barbosa, Silvio Pinto Barbosa, Luiz Gonzaga Barbosa, Drausio Pinto Barbosa, Nelson Pinto Barbosa, Maria Imaculada Barbosa, Nicanor Pinto Barbosa,Antonio Borges Barbosa, Joelson Brandalise, Wilson Pinto Barbosa, Maria Celia Barbosa, Marcilio Pinto Barbosa, Ana Maria Barbosa, Mariana Sofia Barbosa, João Cesar Pinto Barbosa, Ovidio Pinto Barbosa, Jaime Pinto Barbosa, Maria Aparecida Barbosa.
 A LUTA E UM EXEMPLO DE VIDA DE UM PIONEIRO:
    O senhor Antonio Pinto Barbosa e sua familia, vieram do sul de Minas Gerais para ajudar no desbravamento deste Municipio e aqui chegando compraram terras da Colonizadora Paraná, e o corretor na epoca levou o senhor Antonio Pinto Barbosa, para ver as ferteis terras do distrito de Pocinho, vendo as terras o sr. Antonio adorou o terreno, mas não tinha o dinheiro para comprar as citadas terras, mas um amigo e companheiro lhe emprestou o dinheiro e o mesmo acabou comprando as referidas terras. Diante do negocio realizado o senhor Antonio retornou a Minas gerais para comunicar aos familiares sobre as compras das terras no Paraná. Em MInas Gerais o senhor Antonio contratou tres empregados para vir ajudar na abertura da mata. Mas quando aqui chegou e ja estava no local para iniciar a abertura do sitio escutou algo estranho na mata e achou que fosse uma onça, mas  em seguida  percebeu que se tratava de uma pessoa e se tratava de um engenheiro da Companhia Parana que havia loteado as terras, o qual veio comunicar ao senhor Antonio  que as terras havia sido vendidos a duas pessoas e que não podia lhe entregar a propriedade e que o mesmo deveria ir ate a sede da companhia na cidade de Londrina. Chegando a LOndrina os proprietarios lhe ofereceram novas terras em Barbosa Ferraz, e ele entrou em acordo com a Companhia para receber outras terras, mas  teve que retornar novamente a Minas Gerais para avisar a esposa e filhos que não dava para eles virem agora de mudança ao Paraná e que o negocio das terras não tinha dado certo. Depois de estar em Minas Gerais por oito dias  ele  veio diretamente a Barbosa Ferraz. Porem, depois de estar aqui não conseguiu de imediato um acerto com a Companhia, então se hospedou no Hotel Azul e se preparava para viajar no outro dia ate a cidade de Londrina e tinha a intenção de comprar terras então em outra região do Paraná. Mas para sua surpreza durante a madrugada bateram na porta do quarto do hotel onde ele estava dormindo e desta feita era o corretor da companhia senhor João Coelho de Oliveira, que veio lhe pedir para não ir embora e que ele tinha a terra desejada pelo senhor Antonio, e o mesmo se levantou, foi  tmar café e sairam juntos  e foram ate o bairro do Alvorada e vendo as terras daquele bairro gostou das mesmas e as comprou e desta feita então retornou a Minas Gerais para buscar a familia. Fatos estes narrados pelo senhor Antonio Pinto Barbosa, ao Dono deste Blog. Outro fato de muita importancia na vida deste pioneiro, lutador e valente, homem  simples mas honesto e amigos de todos. Outro fato marcante na vida deste pioneiro foi que logo ao chegar aqui em Barbosa Ferraz, foi contraido com a doença de Malaria e ficou sem poder trabalhar para o sustento de sua familia,pois havia gasto todo o dinheiro que trouxe de Minas Gerais. Um certo dia ainda acamado o mesmo foi avisado pela sua esposa que não havia mais nada na casa para que a familia pudesse comer, desesperado e sem poder sair da cama o mesmo escreveu um bilhete e mandou pedir ao proprietario de um armazem de secos e molhados por nome de Sebastião Felix da Silva, que lhe vendesse fiado um pouco de comida nem que fose apenas para o almoço de seus filhos. Dai a sua esposa mandou um dos filhos levar o bilhete ao dono do armazem ja citado, porem, o dono do armazem disse ao seu filho pode voltar  para a sua casa e diga ao seu pai que daqui a pouco eu levo  a encomenda dele la na sua casa. O filho retornou a casa de mãos vazias e deu o recado ao seu pai que o dono do armazem senhor Sebastião Felix da Silva, iria trazer os alimentos para eles. Passado algumas horas encostou na casa do senhor Antonio, uma carroça cheia de alimentos para varios dias eram sacos cheios de alimentos, dai o senhor Antonio ainda muito doente disse ao senhor Sebastião: Mas eu não tenho dinheiro para lhe pagar agora, dai o senhor Sebastião Felix lhe disse: Nem estou pensando nisso,pois o senhor so vai me pagar quando puder trabalhar. Ja desesperado e sem poder trabalhar o senhor Antonio Pinto Barbosa, resolver se levantar e sair de casa para caminhar  e ver o que ia fazer da vida, porem, ja no centro da Vila ele encontrou dois rapazes ja embriagados e que diziam terem tambem contraido malaria e que não conseguiam sarar, mas que eles resolveram tomar Creolina e que sararam e nunca mais tiveram  malaria. Vendo aquele relato e ja desesperado o Senhor Antonio Pinto Barbosa,  comprou um frasco de creolina e ja sem animo algum tomou logo um montão de creolina , ate correndo risco de morte  por ter sido muito grande a dose,  mas para sua surpreza dentro de poucos dias o senhor Antonio Pinto Barbosa, ja estava bom e trabalhando e nunca mais teve malaria na vida. Para a alegria do povo de Barbosa Ferraz o senhor Antonio, criou toda os seus filhos que são uns exemplo dentro da nossa comunidade atual e tambem netos que muito orgulho dão a nossa cidade.
Uma historia emocionante e de muita garra, muita luta. Parabens meu Amigo , Antonio Pinto Barbosa e este responsavel por este blog sente orgulho de ser amigo de toda a familia. Em data de 16.07.2014 faleceu neste Municipio o pioneiro  Antonio Pinto Barbosa.

a primeira Camara de Vereadores Eleita em Barbosa Ferraz

Foram empossados no dia 15 de novembro de 1961 os seguintes vereadores:
1. Alberto Wobeto
2. Arnaldo Coneglian
3. Artemio Cassou
4. Geraldo José Barbosa
5. Jose Nilo Bergamin
6. Otaviano Simão Januario
7. Santo Bergamin
8. Sebastião Feliz da Silva
9.Valdemar de Lima Amorim.
    Nesta eleição o campeão de votos foi o senhor Arnaldo Coneglian, e como era de praxe o verador mais votado do Municipio era quem assumia a presidencia da camara de vereadores, mas o vereador Arnaldo Coneglian abriu mão da presidencia em favor de seu compadre e segundo colocado Valdemar de Lima Amorim. A ata desta eleição foi lavrada no livro nº 1, folhas nº 1 frente e verso. Na vice-presidencia da camara ficou o senhor Alberto Wobeto.
   Um fato curioso desta eleição da camara foi que o senhor Arnaldo Coneglian foi eleito primeiro secretario e logo após a proclamação dos resultados o mesmo renunciou ao cargo, sendo necessario uma nova votação para a escolha do primeiro secretario e desta feita foi eleito secretario o vereador Geraldo José Barbosa, representante do distrito de Pocinho. Durante esta gestão os vereadores não eram remunerados, mas todos fizeram um bom trabalho e se reuniam uma vez por semana e tambem nas sessões extraordinarias.
Algumas informações podem ser obtidas no referido livro aqui citados.

Como foi a transição de Campo Mourão para o Recem criado Municipio de BF

Com a eleição do primeiro prefeito de Barbosa Ferraz, tivemos um impasse politico com o Municipio de Campo Mourão, pois o Governo do Estado precisava repassar uma quantia em dinheiro para que pudesse ser instalado e funcionar a primeira prefeitura de Barbosa Ferraz, mas dai ficou a duvida para quem ou em nome de quem mandar esta verba. Imediatamente o prefeito de Campo Mourão nomeou o senhor Leoni Flores Polhmann para sub Prefeito de Barbosa Ferraz ate que se desse a posse do prefeito eleito senhor Alberto Tokarski Filhos, mas algumas ,lideranças ( caciques politicos) de Barbosa Ferraz, inconformados com a nomeação do senhor Leoni para sub Prefeito, foram ate Curitiba conversar com o Governador da epoca ( me parece Moises Lupion) e conseguiram  a nomeação de um prefeito provisorio ate que se desse a posse do prefeito eleito, e através do Decreto nº 31591/60, foi nomeado o senhor João Garcia Villar como prefeito interino e dai a verba foi repassada ao então prefeito nomeado, mas  este prefeito pessoa muito honesta e idonea vendo o abandono das ruas da cidade, usou parte desta verba para arrumar as ruas da cidade, o que depois deu muito trabalho para a comprovação da prestação de contas e foi necessario a ajuda da promotoria de Justiça de Campo Mourão auxilar nas prestações de contas, mesmo a verba tendo sido usada honestamente ela teve em ´parte outra finalidade que foi consertar as ruas da cidade e alguns boeiros que impediam a transição de um local da cidade para outro, mas foi tudo realizado dentro da mais alta honestidade, apenas a falta de experiencia sobre gastos que complicou um pouco, ams tudo acabou muito bem.. Veio depois a posse do prefeito eleito senhor Alberto Tokarski Filho em 15 de novembro de 1961 e por ser uma pessoas honestas e e preocupada com o desenvolvimento do Municipio começou um bom trabalho.No decorrer dos ultimos 30 anos o autor deste blog fez pesquisas com alguns pioneiros hoje ja felecidos que contaram a mesma historia.

Quando e onde se estabeleceu a primeira Igreja Catolica de B.Ferraz

A Primeira igreja Catolica de Barbosa Ferraz se deu com a criação da Capela Nossa Senhora das Graças no dia 30 de novembro de 1952, na ocasião foram rezadas tres missas sendo uma as 06:00 horas da manhã, a outra ás 07:00 Horas da manhã e a terceira ás 10:00 hoars da manhã, quando se deu a entrada da imagem de Nossa Senhora na capela. Após esta cerimônia de entrada da Santa ouve então a primeira comunhão realizada em Barbosa Ferraz e a maioria dos jovems adolescentes daquela epoca na Vila de Barbosa Ferraz fizeram a primeira comunhão e lembro-me bem de um nome que integrou estes adolescentes foi a Norma Geralda Ferreira, que se casou anos depois e tambem foi professora estadual e Municipal, tambem todos os alunos da professora Rosane Pacheco Monteiro fizeram a primeira comunhão.
     Porém, no dia 20 de desembro de 1957 foi criado oficialmente a  Paróquia Nossa Senhora das Graças, a qual se localizava na Rua Barão do Rio Branco, s/nº, no alto da Vila Bento.
     A igreja foi construida graças aos esforços da população da época, os carpinteiros trabalhavam como voluntarios e ninguem ganhava nada, as madeiras eram doadas pelas serrarias e donos de terras. As tabuas eram puxadas por carroceiros que era o principal meio de transportes da ocasião sem cobrar nada por isso e aquelas madeiras que não se cabia nas carroças eram puxadas por animais ate o alto do morro, alguns nomes de carroceiros ainda me lembro que são eles: Antonio Pereira ( Antonio Baiano), José Antonio ( conhecido como Zé Carroceiro) Osmar Ferreira Costa. A maioria dos voluntarios eram gente oriundas de Minas Gerais principalmente do sul de Minas Gerais e cito aqui alguns nomes: Diogo Garcia Villar e Familia, Sebastião Garcia Blessa, Gaspar Antonio da Silva. Pedro Garcia de Souza, Aniceto Garcia, Victor Miquelante, Jose Martininiano de Araujo, João Marcolino, Honorato de Godoy, Manoel Ramos, Alcides Ferreira, Amaro Gomes Monteiro (carioca) e tantos outros que colaboraram.
Com a construção da Igreja matriz de Barbosa Ferraz, Nossa Senhora ads Graças, lamentavelmente esta igreja historico para o nosso Municipio foi derrubada e o terreno vendido, o que ajudou a destruir a historia desta cidade, mas espero que aqui fique registrado para os mais jovens que não viveram este tempo.
O autor deste blog era ainda criança, mas com a ajuda de alguns pioneiros que ajudaram na construção da igreja e deste Municipio reconstituimos esta historia.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Primeiro Delegado de Policia de Barbosa Ferraz

    Foi nomeado como primeiro Delegado de Policia de Barbosa Ferraz, o senhor Amaro Gomes Monteiro, que era tambem cartorario e farmaceutico.
Depois de algum tempo foi nomeado delegado o senhor mJoaquim Rodrigues de Moura, que  era administrador da Fazenda São Paulo, neste Municipio,s endo que o mesmo criou uma pensão aqui na cidade, na Rua Santa Catarina, onde e hoje o Restaurante Paraiso, nas proximidades da Rodoviaria. Depois foi nomeado um senhor por nome de Zacarias que era inspetor de quarteirão, muito embora nesta epoca existia um soldado da Policia militar que se achava o todo poderoso de nome Maurilio, ele se julgava delegado, juiz e promotor..
     A primeira delegacia de Policia de Barbosa Ferraz, situava-se na Rua Duque de Caxias, quadra 169, no centro da cidade.
     Os primeiros Militares que aqui chegaram foram os soldados, Marcondes, Soldado Maurilio, Genesio Pereira Lopes ( tio to Tota), soldado Emiliano, soldado Ferrari. Teve tambem o tenente aparecido, que gstava de patrulhar a cidade a cavalo, ele sempre pegava o cavalo branco emprestado do sr. José de Souza para fazer o patrulhamente da cidade e na zona rural acompanhado de um outro soldado. Tivemos tambem o soldado chamado de Jose Soldado, deppis tivemos o cabo Maciel que depois se tornou sargento e se aposentou como sub tenente. Anos depois veio o aspirante de Oficial Eiji Iassaka, que aqui ficou por muitos anos e so saiu daqui no posto de capitão e com um concurso para Delegado de Policia civil, pois havia se formado em Direito, tivemos tambem junto com Eiji Iassaka o soldado Fulgencia, policial inseparavel do delegado

COMO SE DEU A ESCOLHA DO PRIMEIRO CANDIDATO Á PREFEITO

Após ser assinado o Decreto de Criação do Municipio de Barbosa Ferraz, reuniram-se algumas lideranças politicas ou da sociedade deste distrito para resolver a escolha de um candidato Unico para que não tivesse disputas na primeira eleição e sendo assim o povo se manteria unidos pelos bem do recem criado municipio.
Na ocasião estiveram reunidos algumas pessoas tais como : Arnaldo Coneglian ( o principal lider), Sebastião Felix da Silva, Amaro Gomes Monteiro, Alberto Tokarski Filho, Valdemar de Lima Amorim, Alberto Wobeto, Victor Miquelante, Gaspar Antonio da Silva, Lucar Pinto de Carvalho, Osmar Ferreira Costa, Graciliano Guedes de Lima, Artemio Cassol e tantos outros. Mas havia uma disputa acirrada para o dominio da politica local entre os lideres da UDN Sebastião Felix da Silva e o grupo do PTB liderado pelo senhor Arnaldo Coneglian, e estes dois grupo não se chagavam a um acordo e dai surgiu uma proposta do presidente do PSD senhor Amaro Gomes monteiro, para que fossse então escolhido um candidato fora dos dois grupos da UDN e do PTB e tambem por sugestão do senhor Amaro Gomes Monteiro foi indicado o presidente do PDC senhor Alberto  Tokarski Filho, para candidato Unico, e por unanimidade a indicação do senhor Alberto Tokarski Filho, foi o escolhido como candidato de consenso, mas ficou acertado que o vice so seria escolhido pela futura camara eleita e asssim foi feito, e na escolha do vice, após empossada a primeira camara foi escolhido o vereador Sebastião Felix da Silva, como o primeiro vice-Prefeito de Barbosa Ferraz. Naquela epoca era muito bom pois não se usava compras de votos e as pessoas independentes do poder politico ou não, sempre ajudavam as pessoas mais necessitadas e por ter  uma farmacia e ser uma pessoa de bom coração que ate ajudava comos e fosse medico, quem mais ajudava os necessitados era o senhor Arnaldo Coneglian, mas apenas por ajudar sem nenhum interesse politico.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Primeiros Estalecimentos Comerciais de Barbosa Ferraz-Paraná

NO RAMO DE SECOS E MELHADOS:
Os primeiros comerciantes foram:
1. Francisco Lopes (portugues), na Rua Santa Catarina, na Vila Mineira.
2. Alberto Tokarski Filho, na Av.Paraná esquina com a AV.Castro Alves
3. Augusto Alvaro Cobra, na Rua Santa Catarina, na Vila Mineira.
4.Manoel Portugues, na Rua Santa Catarina, no centro da cidade.
5. Diogo Garcia Villar, na Av.Presidente Kennedy, esquina com a AV.Castro Alves.
6.Osvaldo da Conceição, Av.Paraná, esquina com a Marechal Deodoro.- centro
7. Alberto wobetto, Rua Marechal Deodoro, centro da saida antiga do Pocinho.
8. Pedro Barbosa - Distro de Pocinho
9. Familia Possebon - Bairro Guanabara, estrada do Pocinho
10. Francisco Pereira (Chiquinho) Bairro São Joaquim, estrada de Ourilandia
RAMO DE HOTEIS:
1. Alcides Ferreira, AV.Parana, esquina com a Rua Marechal Deodoro- centro
2. Josuel do Hotel, Rua Santa Catarina, esquina com a Rua Marechal  Deodoro-centro
3. Alcendino França, Rua Santa Catarina, proximo a atual rodoviaria - centro
4. João Laureano da Silva, AV.Parana, esquina com a Rua Marechal Deodoro (comprou de  Alcides Ferreira )- centro
5. Lourival de Lima Amorim, Rua Santa Catarina ( Pensão Mineira)- centro
6. Samuel Maris e Graciliano Guedes de Lima - Rua Santa Catarina, centro
7. Joaquim Rodrigues Moura, Rua Santa Catarina, centro

LOJA DE TECIDOS ,, CONFECÇÕES  E CALÇADOS :
1. Manoel Ramos , Rua Pernambuco - centro
2. Armando Flaquem - Rua Santa Catarina - Centro
3. Honorato de Godoy - Rua Santa Catarina - Centro
4. Acacio Turco - Rua Marechal Deodoro, centro
5. Lojas Riomar - Rua Marechal Deodoro - centro
COMERCIO DE PADARIA:
1. Emile Gonsales ( Emilio Padeiro) Rua almirante Barroso - centro
COMERCIO DE MADEIRAS:
1. Senhor Quincas - Rua Santa Catarina, esquina com a Rua Almirante Barroso - centro
2. Nazario de Oliveira - Distrito de Tereza Breda
3. Serraria queimada , estrada antiga do São Judas
RAMO DE BORRACHARIA E BICICLETARIA :
1. Graciliano Guedes de Lima, Rua Santa Catarina- centro
RAMO DE AÇOUGUE:
1. Primo Batista Colognese, Rua Marechal Deodoro - centro
2. Guido Colete- Rua Marechal Deodoro - Centro
3. Arlindo Bergamin, AV.Presidente Kennedy - centro
COMERCIO DE LANCHONETES:
1. Milton Wagner Ramos , Rua Marechal Deodoro, esquina com a Rua Pernambuco -centro
2.Bar do Antonio Mascate - Rua Marechal Deodoro - Centro
3. Bar do Valdemar de Lima Amorim, Rua Santa Catarina, esquina com a Rua Duque de Caxias-centro
4. João Bartista , Rua Santa Catarina, centro
5.João Raimundo, Rua Santa Catarina - centro
6. Bar da Familia Custodio, Rua Santa Catarina - Vila Mineira
7.Jose Miranda, Rua Marechal Deodoro - centro
8. Jose Gloria , Bar do Gloria , Rua Santa Catarina, centro
9. Jose Faustino, Rua Santa Catarina - centro
10. Bar do senhor Jorge, Rua Santa Catarina - centro
11. Zacarias da Silva, Rua Marechal Deodoro - centro
PRIMEIRO POSTO DE COMBUSTIVEL:
1. João Nakagawa, AV.São Paulo - Vila Mineira
2. Diogo Garcia Villar (Dioguinho) AV.Presidente Kennedy, esquina com R.Marechal Deodoro-centro
PRIMEIRO TINTUREIRO:
1. Valdemar de Lima amorim, Rua SantaCatarina, esquina com Duque de Caxias - centro
PRIMEIROS ALFAIATE:
1. Margarido, Rua Marechal Deodoro- centro
PRIMEIROS BARBEIROS :
1. Alcendino França, Rua Santa Catarina - centro
2. Jose quirino de Souza, Rua Marechal Deodoro - centro
3. Rael de França , Rua Marechal Deodoro - Centro
4. Jose dos Santos , Rua Santa Catarina - centro
MOINHOS INDUSTRIAIS:
1. João Coelho de Oliveira, AV.Londrina, proximo ao Rio Lontra - centro
Observação: depois comprado pela Familia Zangelmi.
2. Angelino Candido da Cunha - Bairro de Ortiguinha, na beira do Rio Lontra
PRIMEIROS COMPRADORES DE CEREAIS E HORTELÃ:
1. Braswey, Rua Pernambuco, esquina com a Merechal Deodoro-centro
2. João Garcia Villar, AV.Presidente Kennedy, esquina com a AV.Castro Alves
3. Sebastião Felix da Silva, Rua Santa Catarina, esquina com a Rua Duque de Caxias-centro
4. Osvaldo da Conceição, AV.Parana, esquina com a Rua Marechal Deodoro, centro
5. Martinho Portugues, Rua Pernambuco - centro
6. Alberto Tokarski Filho, AV.Parana, esquina com a AV.Castro Alves- centro
7 .Mozart Silva, Rua Santa Catarina, Vila Mineira
8. Emile Gonsales, Rua Santa Catarina - centro
ALAMBIQUES INDUSTRIAIS:
1. siegmundo Holllatz, Rua Santa Cataria, centro
2. Leoni Flores Polhmann, Rua Pernambuco - Centro
PRIMEIRO DENTISTA:
1.Doutor Edegar Bezerra, Rua Marechal  Deodoro e depois AV.Presidente Kennedy-centro
PRIMEIRO MEDICO:
1......................................................Rua Santa Catarina , Vila Mineira
2. Doutor  Cidreiras , Rua Marechal Deodoro - centro
3. Osssamo Yassaka , Rua Duque de Caxias - Centro
4. Doutor Manoel Nunes , Rua Olavo Bilac - Vila Mineira
PRIMEIRO FARMACEUTICO:
1. amaro Gomes Monteiro, Rua Ceara -Vila Mineira e depois AV.Parana, esquina Marechal Deodoro
2. Arnaldo Coneglian , Rua Santa Catarina, centro
3. João Coneglian - Distro de Pocinho e depois Rua Santa Catarina centro de B.Ferarz
4. Denejanes Antunes, Rua Marechal Deodoro, centro
PRIMEIRO  CARTORIO DE REGISTRO CIVIL:
1. Amaro Gomes Monteiro, Rua Ceara e depois Av.Parana, esquina com a R.Marechal Deodoro-centro
Observação; Primeira Pessoa a ser Registrada foi Leo Mauricio dos Santos, mas depois o cartorio pegou fogo e queimou o livro de registro.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Quais foram os tipos de recreação existentes na vila e depois Distrito de B.Ferraz?

  Na condição de Vila e depois distrito de Barbosa Ferraz tinha como base a realização de bailes e quermesses e principalmente partidas de futebol. Os bailes e quermesses eram realizadas no Clube do America Futebol Clube, criado em 1954. Os bailes eram tocados por sanfoneiros trazidos pelo senhor Amaro Gomes Monteiro, os quaiss vinham da cidade de Jandaia do Sul e região. O clube inicialmente era num salão que existia na AV.Parana no local onde esta localizado a residencia do senhor José Carlos de Carvalho, em frente ao sueprmercado Coimbra, depois foi construido um grande clube Social do America Futebol Clube que tinha muotos associados e bem administrados de fazer inveja a outros administradores atuais, sendo que esta sociedade alem de grande bailes ainda realizava brincadeiras dançantes aos quartas-feiras . Devido a grande União do povo da Vila e distrito a comunidade eram muito unida. Mesmo antes da fundação do America Futebol Clube a comunidade  se reunia para jogar assistir partidas de Futebol no antigo campo de futebol que se localizava na Vila Mineira, onde é hoje o Conjunto residencial Mario Pinheiro Costa, sendo este o primeiro campo de Futebol construido no Municipio. Havia tambem naquela epoca alguns grupos de teatros. As comemorações civicas e outras eram realizadas com desfiles civicos estudantís e de fanfarras, sendo que a comunidade demonstrava muito civismo e amor a cidade, nesta epoca não se levava em consideração a classe social das pessoas pois eram todos unidos como uma familia. Tambem foi criado nesta  ocasião a primeira fanfarra do distrito que tinha como instrutor o sargento Sidinei que tambem na epoca era delegado de policia, os participantes eram senhores da comunidade e cito alguns deles Honorato de Godoy, Gabriel, Miltom Wagner Ramos, e outros . Tempos depois com a saida da professora Rosene Pacheco Monteiro, para a cidade de Londrina a fanfarra foi desativada e  anos mais tarde quando ja se existia o Municipio a mesma foi reativa pelo profesor Jose Arno Turke, oriundo da cidade de Jandaia do Sul, que a comandou por muitos anos sempre com muita eficiencia, lembrando alguns nomes que fizeram parte desta Fanfarra, Pedro Francisco Ferreira, Sergio Mazieiro, Eliaquim Damaceno,Valmor Dariva, Nelson Carlos Ferreira, Gilmar Geraldo Ferreira, e outros.

FAMILIA ZANGELMI

O senhor  REINALDO ANTONIO ZANGELMI, mineiro de Monte Sião-Mg, veio a Barbosa Ferraz no ano de 1950 e comprou terras da imobiliaria Parana, que tinha como corretor o senhor João Coelho de Oliveira, e comprou terras no Bairro São Judas, posteriormente retornou a Minas Gerais e cinco anos depois ( 1955)  retornou de mudança juntamente com a sua esposa Maria Belinato Zangelmi e os seus filhos para colonizar as terras ferteis aqui adquiridas, vieram com eles os filhos Irineu Zangelmi, Adelina Zangelmi, Olivia Zangelmi, Valdemar Zangelmi, Marcilio Zangelmi, Vanda Zangelmi, Maria Benedita Zangelmi e Terezinha de Fatima Zangelmi. A referida familia inicialmente veio morar aqui na sede da cidade numa casa na Vila Mineira, sendo que depois trocaram a residencia pela chacara do senhor João Coelho de Oliveira, onde vieram a colocar um moinho de fubá que atendia a todo o Municipio, se localizava na Avenida Londrina proxima ao Rio Lontra. Tambem a familia abriu o sitio que tinham adquiridos no bairro de São Judas e inicialmente plantaram café, depois Hortelã e por fim a lavoura de soja, sendo que o patriarca veio a falecer em 1973. A Familia Zangelmi e uma familia de gente trabalhadora e honesta que muito contribuiram para o progesso desta cidade e Municipio.

Na área de educação, Quem foram os Primeiros Professores

No inicio da decada de 1950 foi criado a primeira Escola de Barbosa Ferraz que ficava situada na Vila Mineira em um lugar bem isolado na epoca,pois ficava numa quadra hoje perto da Igreja Santa Rita de Cassia, no local chamado Eucaliptos, ali tambem se localizava a primeira Farmacia e tambem o primeiro cartorio do registro civil da cidade, e a primeira professora que lecionou em Barbosa Ferraz foi a professora Rosane Pachco Monteiro, tempos depois veio a professora Dona Santinha, depois a sua filha Cleusa e outras professoras mais jovens tais como : Edite França De Narde, tereza Cobra, Aparecida Cobra Felix, e tantas outras todas de familia deste Municipio. Depois foi criado a Escola de Pocinho, que teve como a primeira profesora a Norma Geralda Ferreira, que morava aqui na sede do Municipio , e ia toda segunda-feira a cavalo e voltava no sabado e se hospedava na casa do senhor Pedro Barbosa em Pocinho. Tambem veio no final da decada de 1950 uma professora chamada de Dona Jozelia, professora muito querida por todos e que dava aulas particulares, mas  o seu Marido senhor Ulisses que tinha um sitio no bairro do Baixão foi assasssinado de tocaia covardemente quand se dirigia a sua roça no bairro do Baixadão, e segundo na quele epoca depoimentos de dois adolescentes escutaram o mandante do crime dizer ao assasssino para fazer o serviço, mas estes adolescentes foram calados pelos seus pais,pois segundo relato o mandante era pessoa muito importante da cidade naquela epoca, e o crime gerou por ciumes de profissão de parentes, ams não foi revelado os nomes dos adolescentes e nem do mandante.
O ENSINO GINASIAL: A primeira Escola Ginasial ( hoje ensino fundamental de 5ª a 8ª series)
A Escola de Ensino Ginasial foi criada aqui em Barbosa Ferraz no ano de 1963 feita pelo professor Carlos Kalasviski, que veio especialmente a esta cidade para criar esta Escola. Os priemiros profesores desta Escola foram os professores Carlos Kalasviski, Eiji Iassaka, Carlos Alberto Bambini, Aroldo teixeira de Almeida, depois vieram outros e muitos ex alunos fizeram Faculdade e vieram a lecionar neste  estabelecimento de Ensino; que recebeu o nome de Escola Estadual Machado de Assis.
ENSINO DE SEGUNDO GRAU OU ENSINO MEDIO:
O ensino de segundo grau ( ensino medio) foi criado uma extensão de um Colegio de Peabiru e teve como professores, Odete Massaroni da Silva, Adalberto Candido de Almeida, Antonio professor que veio de Jandaia do Sul, Carlos alberto Bambini, Ademir Mengolo e outros.Depois este Colegio passou a se chamar Colegio Estadual de Barbosa Ferraz ministrando muitos outros cursos e tambem a Escola Normal. O ensino de Barbosa Ferraz, antigamento era muito puxado e exigido e muitos alunos que se formaram aqui tempos depois fizeram concursos em universidade publicas inclusive Federal e foram aprovados, sem contar nas faculdades particulares. O Ensio primario de antigamente era tão procurados que muitos  adolescentes que eram estudantes deram aulas tais como a Diomar Colognese, Ana Lucia Ferreira, Ilce Maria Ferreira, Dagracia França  e depois vieram outras ja maiores de idade, mas felizmente todas se sairam bons  professores que muito honraram Barbosa Ferraz nos estabelecimentos de ensino daqui e de outras cidades. Parabens a todos os docentes que por aqui passaram e nosso muito obrigado.

Como Eram as Estradas e meios de transportes

Inicialmente o transporte de mercadorias eram feitos inicialmente em lombos de burros atraves de picadas vindo de Jandaia do Sul, e entravam em Barbosa Ferraz passando pela Vila Rica de Fenix e entrando pelo sitio 55 antes do Sr.Osvaldo Conceição e entrando pelo sitio do sr.Ludovico e do sr, Jose Caetano de Meneses no bairro do São Joaquim, depois a estrada foi mudada para o Bairro do Baixadão enrando pela Ponte do Lontra na saida para Ourilandia, depois foi aberta uma estradinha somente para carroças ligando a Vila de Barbosa Ferraz, a Campo Mourão, passando pelo bairro Alvorada, Lontrinha e saindo no Rio Urural  com um trajeto bem diferente do que e hoje. Este meio de transprte de carroças trazendos mantimentos, alimentos e remedios atraves de carroças vindo de Campo Mourão ou Pitanga eram feitas pelos primeiros carroceiros que tinham as suas carroças de alugueis sendo estes os primeiros carroceiros que conduziam o progresso a esta cidade: José Antonio ( apelidado de Zé Carroceiro), Antonio Pereira ( mais conhecido como Antonio Baiano), Osmar Ferreira Costa e outros que não me lembro o nome. Anos depois iniciou-se o transporte de Onibus vindo da Jandaia do Sul passando pela Balsa de Fenix, atraves da empresa de ônibus São Cristovam, depois Princesa do Ivai, mas quando chovia o transporte ficava interrompido por varios dias. Depois criou-se a linha entre Barbosa Ferraz a Campo Mourão, atraves da Empresa Expresso Maringa Ltda, anos depois surgiu a linha Barbosa Ferraz a Peabiru, feito por outra empresa chamada tambem São Cristovão que tempo depois abandonou a linha e sendo ocupada pela Princesa do Ivai que tambem abandonou a linha de transporte, que passava pelo distrito tambem de Ourilandia. Quando se criou a Rodovia do Hortelã entre Barbosa Ferraz a Engenheiro Beltrão, tambem foi criado uma linha de Onibus feito pelo Expresso Maringa de Barbosa Ferraz a Maringa. Hoje temos um  meio de transporte muito bom, levando-se em conta  o que tivemos no passado.

terça-feira, 14 de junho de 2011

PRIMEIRAS CULTURAS CULTIVADAS EM BARBOSA FERRAZ

No inicio da decada de 1950, iniciou-se o plantio de lavouras aqui nas terras ferteis deste Municipio, com as lavouras de milho, café,feijão, porem, não havia comercio para a venda destes produtos e nem estradas para escoar a produção e nem compradores tinha naquela epoca, e os agricultores tiravam o suficiente para o sustento da familia e o restante era dadas aos animais, principalmente aos porcos que tinha muita criação e alguns produtos chegavam a serem queimados. Ja no inicio da decada de 1960 ja havia compradores para os produtos e tambem nesta decada inicou-se o Plantio da Menta ( Hortelã), que trouxe muitas divisas ao recem criados Municipio, desmembrado de Campo Mourão, e dai Barbosa Ferraz, recebeu um titulo inetrnacional como o maior produtor de oleo de Hortelã do Mundo ( mentol), sendo que dai ja saiu a estrada boa que dava acesso ao Municipio de Maringa, passando por Fenix, Quinta do Sol, Engenheiro Beltrão ate Maringa, mas o trecho que foi feito pelo então Governador Paulo da Cruz Pimentel foi de Barbosa Ferraz ate engenheiro Beltrão, sendo que esta rodovia inicialmente teve o nome de Rodovia do Hortelã, sendo mudada mais tarde para outro nome. O dinheiro para a compra do Oleo de hortelão era trazido pela Brasmentol de avião e o dinheiro era lançado do ar encima do Campo de Futebol que ficava na quadra nas proximidades da atual Prefeitura deste Municipio, e tambem naquela epoca não havia roubos e muitas vezes o dinheiro caia no Mato e a população ia la procurar o dinheiro, inclusive o autor do Blog certa vez encontrou no meio do mato um saco de dinheiro, o qual foi entregue imediatamente aos japones compradores de oleo. Inicialmente surgiu um lambique de Hortelão artezanal de propriedade do senhor  João Cearence, no sitio 15 alqueires que fica entre os bairros do Alvorada e São Joaquim, depois vendidos aos irmãos Fachiolli e posteriormente ao senhor Osvaldo da Conceição, Euclides Serafim  e depois ao senhor Luiz Capel.
Depois veio o primeiro alambique industrial de propriedade do senhor Delmino Maltarollo, no bairro do Alvorada e depois surgiram tantos outros alambique, tais como o de Osvaldo da Conceição, Guido Peternelli, Familia Rolzão, Antonio Pereira ( antonio Baiano). Tambem devemos lembrar que o primeiro pomar de frutas foi o de senhor Ludovico Gimes Sujos e depois pelo senhor Emilio Cancilieri e depois João Bia. A primeira lavoura de Trigo aqui do Municipio foi do senhor Aurelio Dessati, no bairro São Joaquim. As promeiras lavouras de café foram do senhor Dantas de Londrina que tinha como meeiro o senhor Osmar Ferreira Costa, Ludovico Gimenes Sujos, Jose Martiniano de Araujo, Felipe de Oliveira, Victor Miquelante,  tambem a lavoura do senhor Cacacio da Loja que tinha como meeiro a Familia Rolzão, o senhor José Caetano de Meneses e o seu pai João Caetano de Meneses no bairro do São Joaquim, tinha tambem o senhor Emilio Cancilieri no bairro do São Joaquim, familia do senhor Antonio Pinto Barbosa, no bairro do Alvorada, João Coelho de Oliveira, no bairro do São Judas, e da familia Belinato no distrito de Pocinho. A primeira lavoura de Ramin foi do senhor Alberto Tokarski Filho na estrada do Pocinho. Quem trouxe as primeiras mudas de Hortelão para serem plantadas aqui no Municipio foram os senhores Carlos Frachiolli e Basilio Frachioli, no sitio chamado 15 alqueires, depois veio o senhor Luiz Angeli que tambem trouxe mudas de hortelão para serem plantadas no Municipio. Os primeiros pés  de Jaboticaba aqui plantados foi o senhor João Bia, na estrada do São Joaquim, na chacara denominada de Chacara Paraiso, hoje da Familia Ferreira,. Mesmo naquela epoca ja havia um ambientalista aqui no Municipio que pregava que os agricultores deixassem as matas ciliares e os pés de morros, mas ele não era atendido, trata-se do agrimensor Ludovico Gimenes Sujos, que era mais conhecido como Doutor Ludovico. As primeiras lavouras de Hortelã   foram dos senhores Carlos Franchiolli, Basilio Franciolli, Luiz Angelis, Osvaldo da Conceição, Jose Cearence, Delminio Maltarollo, Ernesto Libano Rolzão, Antonio Pereira, Victor Miquelante, Osmar Ferreira Costa, Abilio Rodrigues, Antonio Pinto Barbosa, Ovidio Pinto Barbosa, Felipe de Oliveira.

FAMILIA ROLZÃO

A familia Rolzão teve como patriarca o senhor ERNESTO ROLZÃO PINTO e a senhora RITA ANASTACIO LIBANO ROLZÃO, os quais chegaram aqui neste Municipio em 04.12.1954 e residiram pela primeira vez na Vila Mineira, mais aproximadamente a Rua Rio Grande do Sul e Avenida São Paulo, na quadra denominada de Clube do Sapé. O casal juntamente com os seus filhos vieram com o objetivo de formar lavoura de Café em parceria com o turco senhor Acacio da Loja, depois passaram a formar lavoura de hortelã e tiveram o seu proprio alambique sobre a tutela de um de seus filhos na beira de um corrego na Vila do Roque, sendo que o responsavel pelo alambique tinha o apelido de Totó, e a Vila do Roque Inicialmente era conhecida como Vila Totó, mas logo em seguida um senhor por nome de Roque montou uma serraria naquela Vila, e a partir da ai a Vila passou a se chamar VILA DO ROQUE. O senhor Ernesto Rolzão Pinto e a senhora Rita Anastacio Libano Rolzão tiveram treze filhos que ajudaram no desenvolvimento deste Municipio, sendo eles: Antonio Libano Rolzão, Maria Libano Rolzão, José Libano Rolzão, Julia Libano Rolzão,Geraldo Libano Rolzão, Francisco Libano Rolzão,Vicente Libano Rolzão,João Libano Rolzão, Luiz Libano Rolzão,Josefa Libano Rolzão,Pedro Libano Rolzão,Osvaldo Libano Rolzão, Ernesto Libano Rolzão. A referida familia são gente de bem, honestas e trabalhadores que muito ajudaram no desenvolmento deste Municipio.

Criação e Emancipação Politica administrativa de Barbosa Ferraz

Barbosa Ferraz, passou a condição de Vila em 1954
Passou a condições de Distrito Administrativo em 1955
Emancipou-se através da Lei 4.245/60
Passou a condição de Comarca em 13.05.1978
O Primeiro Distrito administrativo que foi criado foi o Pocinho, que naquela epoca foi preparado para tambem ser um municipio abrangendo os distritos de Tereza Breda, Paraiso do Sul e parte do bairro Raposo;
Para que este Municipio fosse emancipado, teve um trabalho muito importantes de lideranças politicas daquela epoca, mas alguns destas lideranças seguiram a carreira politica e outros não quiseram seguir este caminho, pois foram muitos neste trabalho e aqui citamos alguns:
1. Arnaldo Coneglian
2. Alberto Tokarski Filho,
3. Sebastião Felix da Silva
4. Valdemar de Lima Amorim
5. Milton Wagner Ramos
6. Salvador Lopes Filho
7. Victor Miquelante
8. Graciliano Guedes de Lima
9.Osmar Ferreira Costa
10. Alberto Wobetto
11, Artemio Cassol
12. Lucas Pinto de Carvalho
13. Arlindo Bergamin
14. Antonio De Narde
15. João Garcia Villar
16. Gaspar Antonio da Silva
17.Francisco Lopes
18. Pedro Garcia de Souza
19. Guido Balbonotti
20. Joaquim Maria dos Santos
21. Geraldo Jose Barbosa
22. Otacilio Gonçalves Pereira
23. Osvaldo da Conceição
24. Amaro Gomes Monteiro

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Primeiras Familias a se instalarem em Barbosa Ferraz-Paraná

Foram aquelas que aqui chegaram no final da decada de 40 e na decada de 50, sendo que algumas destas familias deixaram o Municipio anos depois e outras não foram identificadas pelo autor deste blog, mas assim que forem descobertas terão seus nomes aqui relacionados, mas somente serão incluidos aqui pioneiros que tenham entrados neste Municipio ate o ano de 1961, e tambem podera ser relacionada aqui as primeiras profissões ou atividas exercidas aqui no Municipio pela primeira vez, tanto na atividade profissional ou esportiva. AS PRMEIRAS FAMILIAS FORAM : Luduvico Gimes Sujos, Lessandro Sujos, Gilberto Sujos, Manoel Mauricio dos Santos, Emile Gonzales, Jose Trigo,  Amaro Gomes Monteiro, Diogo Garcia Villar, Francisco Lopes, Jose Caetano Coelho, Jose Martiniano de Araujo, Victo Miquelante, Graciliano Guedes de Lima, João Caetano de Meneses, Gaspar Antonio da Silva, Onestario Moreira, João de Souza, Jose de Souza, Aurelio Dessanti, Pedro Garcia de Souza, João Marcolino, Geronimo do São Joaquim, Otacilio Moreira, Sebastião Gonçalves Pereira, Geraldo José Barbosa, Pedro Barbosa, Alberto Tokarski Filho, Manoel Gustavo, João Coelho de Oliveira, Antonio Pinto Barbosa, José Pinto Barbosa,Ovidio Pinto Barbosa, Osmar Ferreira Costa, Augosto Alvaro Cobra, Sebastião Felix da Silva, Honorato de Godoy, Armando da Loja, Manoel Ramos, Geronimo  Gonzaga, Guido Domingos Balbinotti, Atilio Balbinoti, Osvaldo Jos´pe de Almeida, João Pires de Miranda, Altamira Lopes dos Reis, Guido Peternelli, Julio Peternelli, Delmino Maltarollo, Alcides Ferreira, Januario da Imobiliaria Parana, Osvaldo da Conceição, Familia Zangelmi, Alberto Wobetto, José wobetto, Alcendino Luiz de França, Andre De Narde, Antonio de Narde, Aparecido de Oliveira, Familia Belinatto, Samuel Maris Muca, Leoni Fores Polhmann, Dorli Polhmann, Olavo da Silva, Zacarias da Silva, João Nakagawa, Jose Cesario, Jose quirirno de Souza, Antonio Alberto Rodrigues, Abilio Rodrigues, Francisco Chagas, Luiz Candido da Silva, Hugo Kabroski, João Cearence, Antonio Libino Rolzão, Antonio Pereira de Almeida, João Batista, Abilio Gato, Rael de França, Familia Mazieiro, Lucas Pinto de Carvalho, Familia Cambaraense, Antão Dias, Raimundo Dias, Valdir de Brito, Jose Moura, Manoel Cipriano de Souza, Manoel de Oliveira, Juquinha sogro do Valdemar Amorim, Geraldo de Oliveira, Armenegildo Missau, Familia Possebon, Lucia Carvalho dos Anjos, Antonio Brandão de Avilla, Emilio Cancilieri, Familia Gasparotto, Arnaldo Coneglian, Familia Martines do Alvorada,João Bia, Sebastião Bia, Antonio Tancredo,Familia Bernardo, Familia Krause, Felipe de Oliveira,Germano Pavan, Sebastião Garcia Blessa, Aniceto Garcia Blessa, Antonio Garcia Blessa, José Garcia Villar, José Rodrigues Peres, Marcelino Rodrigues Martinez, Jose  Benedito Barbosa, Sebastião Antonio de Oliveira, Carlos Franchiolli,  Basilio Franchiolli, Salvador Lopes Filho, Vicente Pereira Sobrinho,
Joaquim Maria dos Santos. Jose antonio Carroceiro,Avelino Lopes de Souza, Jose  Luiz de Carvalho, Joaquim Rodrigues Moura, Familia do Manoel Portugues,